Países mudam, mas crianças seguem com seus brinquedos.

Através de fotos relativamente simples, o fotógrafo italiano Gabriele Galinberti resolveu mostrar uma realidade muito mais complexa. Por cerca de 18 meses ele viajou pelo mundo fotografando crianças junto das coisas que elas mais estimam – normalmente, brinquedos.

Veja também: Ensaio chocante mostra crianças selvagens criadas por animais.

Ele conta que normalmente brincava com os brinquedos antes de arrumá-los para fotos. É comum que os brinquedos tenham alguma relação com o mundo da criança, especialmente em relação a ocupação de seus pais. O filho de um taxista tinha uma enorme coleção de carrinhos, já a a filha de um fazendeiro tinha pás e rastelos.

Galinberti também contou que a renda da família também muda a relação das crianças com os seus brinquedos. “As mais ricas são mais possessivas. No começo elas não queriam que eu mexesse em seus brinquedos e demorava um pouco mais de tempo para que deixassem. Em países mais pobres foi mais fácil” contou ele. “Mesmo quando tinham apenas um ou dois brinquedos, eles não se importavam. Na África, elas preferiam brincar com seus amigos”

Brinquedos de Crianças_ADCT (2)Brinquedos de Crianças_ADCT (3)Brinquedos de Crianças_ADCT (4)Brinquedos de Crianças_ADCT (5)Brinquedos de Crianças_ADCT (6)Brinquedos de Crianças_ADCT (7)Brinquedos de Crianças_ADCT (8)Brinquedos de Crianças_ADCT (9)Brinquedos de Crianças_ADCT (10)Brinquedos de Crianças_ADCT (11)Brinquedos de Crianças_ADCT (1)

Imagens de Gabriele Galinberti