Crianças respondem a essa pergunta imaginando como seria o trabalho do bom e velho Papai Noel se ele fosse do sexo feminino

A agência britânica Anomaly decidiu, nesse fim de ano, fazer um “experimento social” para seu vídeo natalino: perguntou à crianças na rua se, caso o Papai Noel fosse mulher, ela conseguiria fazer o mesmo trabalho.

As crianças responderam, em sua maioria, que não. “Ela teria que dar muitas voltas no céu e ficaria perdida” ou “ela teria dor de cabeça” ou ainda “se ela tivesse um bebê, teria que parar para amamentá-lo” foram alguns dos argumentos usados pelos pequenos.

Se Papai Noel fosse uma mulher3Claro que esse raciocínio não é culpa deles, e sim de todos os esterótipos passados à eles pelos pais, família, escola ou ambiente. Por mais que estamos falando sobre um personagem fictício, fica claro o quanto essa geração ainda tem influências mais machistas e que ainda não tem a ideia de que uma menina ou uma mulher pode ser o que ela quiser, que não há restrições por conta do seu gênero.Se Papai Noel fosse uma mulher2

Vale muito a discussão do que estamos ensinando e como influenciamos a visão dos pequenos, concorda?

via