Série explora a relação de amor entre pessoas tatuadas e cães de rua adotados

A gente sabe todos os paradigmas e preconceitos em relação à pessoas tatuadas e os pensamentos malucos que são “marginais”, “não prestam” e por aí vai.

E para ir além desses preconceitos com pessoas tatuadas, o norte-americano Brian Batista criou um ensaio intitulado Tattoos & Rescues no qual mostra o amor entre os tatuados e cachorros abandonados que foram adotados por eles.

A inspiração para compor o ensaio veio de várias situações vividas por ele. Brian diz que já visitou muitos abrigos em que cães de raças como Doberman e Pit Bull eram rejeitados por causa da fama “violenta” desses animais.

O fotógrafo menciona também o caso de um amigo que perdeu o emprego por causa de uma tatuagem feita em homenagem ao filho que morreu em um acidente.

Com isso, ele percebeu o número de pessoas tatuadas que iam à abrigos de animais abandonados para dar apoio e carinho a eles.

A série surgiu como forma de acabar com o preconceito sofrido por ambos, tantos os cães, quanto os homens e mulheres com tatuagens.

Veja as adoráveis fotos dessa cumplicidade:

Cachorros e tatuados (1) Cachorros e tatuados (2) Cachorros e tatuados (3) Cachorros e tatuados (4) Cachorros e tatuados (5) Cachorros e tatuados (7) Cachorros e tatuados (8) Cachorros e tatuados (9) Cachorros e tatuados (10) Cachorros e tatuados (11) Cachorros e tatuados (12) Cachorros e tatuados (13) Cachorros e tatuados (14) Cachorros e tatuados (15) Cachorros e tatuados (16) Cachorros e tatuados (17)

[]