Através de mapeamento de DNA, organizações de Hong Kong estão identificando, e mostrando a todos, o rosto de quem joga lixo na rua.

Para combater o problema da poluição em Hong Kong, as organizações The Hong Kong Cleanup, Ecozine e The Nature Conservancy lançaram uma ousada campanha, que usa a tecnologia e o mapeamento de DNA para “envergonhar” quem joga lixo na rua.

A campanha, chamada de “The Face of Litter” (algo como, “A Cara do Lixo”), é uma ação multimídia para tentar mudar o habito das pessoas. Grupos de cientistas recolheram lixo em determinadas partes da cidade e, com a ajuda de fenotipagem por DNA, uma técnica que permite estimar as cacterísticas de um organismo através de material genético, e softwares especializados para descobrir o rosto dos porcalhões. Em seguida, os rostos das pessoas que poluíram a cidade era expostos pela cidade.

A Hong Kong Cleanup espera que a vergonha de terem seus rostos divulgados vai fazer com que as pessoas pensem duas vezes antes de jogar lixo no chão.

Via