Uma maravilha da tecnologia inspirada em um videogame!

Essa talvez tenha sido uma das estratégias de divulgação mais bizarras (e interessantes) que já foram feitas para um jogo.

Começou com um anúncio de recrutamento bem específico feito pela produtora de jogos Konami: os candidatos deveriam ser jogadores fanáticos de videogame, morar no Reino Unido, terem um membro amputado e a vontade de usar uma prótese futurística.

Veja também: Engenheiros criam próteses infantis inspiradas em super-heróis!

Mais de 60 pessoas responderam a esse anúncio, e James Young acabou sendo o escolhido. Young perdeu um braço e uma perna em um acidente ferroviário em 2012. Desde então, aprendeu a jogar videogame usando uma mão e os dentes.

Mas o que Young ganhou com isso? Ele recebeu um braço prostético inspirado no personagem Big Boss, do jogo Metal Gear Solid V.

Big Boss e seu braço biônico em Metal Gear Solid V (divulgação)

Big Boss e seu braço biônico em Metal Gear Solid V (divulgação)

A prótese é uma mistura de arte e engenharia, resultado do trabalho de 10 designers e engenheiros. Toda feita de fibra de carbono, ela custou cerca de £60.000. Ela conta com uma mão, feita com impressora 3D, que é controlada por sensores que detectam movimentos das costas de Young, sendo muito mais “habilidosas” que de próteses comuns.

protese-mgsv_adct-2protese-mgsv_adct-4

Mas não é só isso! O braço ainda conta com uma lanterna, laser e leds que podem ser sincronizados com os batimentos cardíacos de Young. Tem ainda uma porta USB para carregar aparelhos e um pequeno drone que pode ser controlado através de um painel no antebraço!

Sophie de Oliveira Barata, líder do projeto e fundadora do Alternative Limb Project, diz que a prótese foi criada sob medida para Young. “Foi importante para todos captar a ideia que ele (Young) tinha para sua prótese” contou ela ao Independent.

protese-mgsv_adct-5protese-mgsv_adct-6protese-mgsv_adct-3

A BBC fez um documentário sobre o desenvolvimento da prótese. Vale a pena ver!

Ainda é algo bem futurista, mas a evolução dessa tecnologia (bem como uma redução de preço) poderia ajudar muita gente!

Imagens: Alternative Limb Project