American Legacy Foundation usa fotos tiradas por paparazzis em campanha antitabaco e chama celebridades de “idiotas”
Em nova campanha intitulada “Truth“, o grupo American Legacy Foundation muda o foco da mensagem anti tabagismo para adolescentes pararem de fumar e apela para celebridades pararem de fumar.

Mas o que isso tem a ver? Se pensarmos bem, celebridades são influenciadores, tanto nos palcos e entrevistas como em seu tempo livre. Quantas modas já foram lançadas depois que uma celebridade apareceu com um vestido ou um cabelo diferente? Quando crianças e adolescentes veem seus ídolos com um corte de cabelo diferente (e se você era adolescente e viveu o rock nos anos 80, sabe do que estamos falando), querem fazer o mesmo (Neymar também está aí para provar isso!), e o mesmo acontece com cigarro (ou qualquer outro coisa e/ou comportamento). As celebridades passam a ser vitrines e anúncios vivos das indústrias de tabaco sem nem terem noção disso. Claro que esse não é o único fator que leva um adolescente, por exemplo, ao tabagismo, mas não é um fator a ser ignorado. Afinal, se um ícone da música ou do cinema faz, deve ser legal.

campanha antitabaco

O grupo veiculou alguns spots durante o MTV Video Music Award 2014. O primeiro exibia fotos feitas por paparazzi com Orlando Bloom, Robert Pattinson, Rihanna, Chris Brown e uma série de outros fumando cigarros e as palavras “Porta-voz não remunerado da indústria do tabaco” estampada em seus rostos. “Eles são a nova face da Big Tobacco. E nem sabem disso”, continua o anúncio. Assista:

Obviamente esse anúncio deixou muita gente brava, inclusive as celebridades e seus fãs. Então veicularam um segundo anúncio. Nesse, foi o tapinha amigo no ombro, tipo “olha, cara, não é que a gente não gosta ou tem algo contra vocês, pelo contrário, somos um grande fã, então pedimos que não postem selfies fumando”.

Ok, realmente celebridades são influenciadores, mas precisam levar essa culpa toda? Será que não houve um exagero da American Legacy Foundation? Por mais que o ato seja nocivo à saúde, ainda é um ato legal, e eles estavam fumando em seu tempo livre. Existem inúmeras formas de conversar com os adolescentes e mostrar que fumar cigarros não é legal, mas acredito que crucificando seus ídolos (que nem sabiam dessa história toda) em mídia em massa talvez não seja a melhor escolha.