Um sorriso que nos mostra que quem está do outro lado é um ser humano como a gente

Sem nome, profissão, passado, conexão. Só estranhos na rua. Costumamos ficar no mínimo apreensivos com estranhos a nossa volta, julgamos pelo jeito de andar, pela roupa, em segundos diversas teorias passam pela nossa cabeça.

E o que frequentemente esquecemos é que, embora estranhos, as pessoas a nossa volta são seres humanos como a gente, com um nome, uma história, uma família.

Na série So I Asked Them To Smile (“Então eu pedi para eles sorrirem”), o fotógrafo australiano Jay Wenstein mostra o outro lado dos que passam pela gente na rua todos os dias.

Jay simplesmente para uma pessoa na rua e pede para fotografá-la, primeiro, com um semblante sério, depois, sorrindo. Jay vive na Índia desde criança, e a maior parte das fotos foi tirada justamente nas ruas do país.

Olha só:

Jay1Jay2-1Jay3Jay4Jay5Jay7-1Jay8Jay9Jay10Jay11Jay12Jay13Jay14Jay15Jay16Jay17

Todas as fotos © Jay Wenstein