Fugimos do real e nos escondemos no virtual.

Uma das grandes críticas ao mundo conectado em que vivemos é que, apesar de termos várias formas de entrar em contato uns com os outros, nunca estivemos tão sozinhos. Podemos notar isso quando andamos de metrô ou mesmo pelas ruas e vemos as pessoas, até mesmo grupos de amigos, olhando para as telas de seus smartphones, sem interagirem com que está ao seu lado.

Veja também: Como os smartphones afetam nossas vidas

O fotógrafo polonês Kamil Kotarba procurou mostrar esse impacto negativo dos Smartphones na sociedade. Em sua série “Hide and Seek” (“Esconde-Esconde” em uma tradução livre) , ele fotografou cenas cotidianas, mas apagou os corpos das pessoas das imagens, deixando apenas os braços e mãos segurando os Smartphones.

O mundo virtual está sempre competindo com o mundo real” conta Kotarba. “Ao invés de interagir com outras pessoas, preferimos fixar os olhares nas pequenas telas dos telefones, que continuam nos oferecendo mais incentivos. Incentivos que podem ser escolhidos sem a restrição do espaço e tempo que estamos no momento.” De acordo com o fotógrafo, é essa variedade de opções que faz com que o mundo virtual pareça mais interessante do que o mundo real que estamos vivendo no momento.

Dessa forma, o mundo real escapa de nós. Para o artista, estamos sempre entre esses dois mundos. “Escolhemos não participar do mundo real. Ao mesmo tempo estamos online – em contato com nossos amigos. Nos escondemos atrás das telas de Smartphones. Brincamos de esconde-esconde.”Esconde-Esconde_Addictable (1) Esconde-Esconde_Addictable (2) Esconde-Esconde_Addictable (3) Esconde-Esconde_Addictable (4) Esconde-Esconde_Addictable (5) Esconde-Esconde_Addictable (6) Esconde-Esconde_Addictable (7) Esconde-Esconde_Addictable (8)

 

Todas as imagens são de Kamil Kotarba.