Confira os destinos em que você pode viver o deserto pós apocalíptico do filme

1. Deserto da Namíbia

É claro que o local de gravação de Mad Max é a nossa primeira indicação. É possível que esse deserto, que abrange uma faixa litorânea de quase 2 mil quilômetros, no sudoeste da África, seja o mais antigo do planeta. Pesquisas indicam que o terreno árido tenha surgido entre 55 e 80 milhões de anos atrás

Mad Max 1 Deserto da NamíbiaMad Max 1 Deserto da Namíbia 2

2. Salar de Uyuni, Bolívia

Ao entrar no deserto de sal e lagunas pela cidadezinha de Uyuni, na Bolívia, a primeira parada é num descampado repleto de sucatas de trens antigos – alguns datam do século 18. O cemitério de trens atrai os visitantes por sua atmosfera apocalíptica, digna de Mad Max – principalmente quando se observa os maquinários em desuso, totalmente enferrujados.

Mad Max 2. Salar de Uyuni, BolíviaO deserto de sal boliviano já foi repleto de água há mais de 20 mil de anos – assim como algumas regiões exploradas no roteiro de “Mad Max: Estrada da Fúria”. Hoje, o que sobrou foi um gigantesco altiplano coberto por uma grossa camada de sal.

Mad Max 2. Salar de Uyuni, Bolívia 2

3. Deserto de Atacama, Chile

Uma fronteira geopolítica separa Uyuni de Atacama – no fundo, o ecossistema é o mesmo. Apesar de a altitude de Atacama ser um pouco menor, no lado chileno do deserto também há lagunas, vulcões desativados, gêiseres, flamingos e planícies cobertas de sal.

Mad Max 3. Deserto de Atacama, ChileMad Max 3. Deserto de Atacama, Chile 2

4. Bonneville Salt Flats em Utah, Estados Unidos

O Bonneville Salt Flats – o deserto de sal de Utah, nos Estados Unidos, tem 120 quilômetros quadrados e fica perto da fronteira com o estado de Nevada. O local atrai visitantes para testar veículos de alta velocidade – nada mais Mad Max do que isso

Mad Max 4. Bonneville Salt Flats em Utah, Estados Unidos

Assim como na Bolívia e no Chile, onde existem desertos de sal, a planície salgada de Utah também é o que sobrou de um antigo lago. Apesar de ser enorme, algumas áreas do deserto de sal de Utah são usadas para testes militares e não podem ser exploradas por civis.

Mad Max 4. Bonneville Salt Flats em Utah, Estados Unidos

5. Arches National Park em Utah, Estados Unidos

Se o deserto de Utah fosse cenário para o mais novo filme de Mad Max, ali seriam filmadas as cenas da gangue de motoqueiros Rock Riders, que protegem um cânion de rochas arqueadas a leste da citadela.

Mad Max 5. Arches National Park em Utah, Estados Unidos

Além dos famosos arcos (há mais de 2 mil), o parque nacional é perfeito para fazer trilhas e observar outras formações rochosas impressionantes. As melhores horas para estar lá são no fim da tarde ou no início da manhã, quando a luz solar incide sobre as pedras, tornando suas cores ainda mais vibrantes

Mad Max 5. Arches National Park em Utah, Estados Unidos 26. Hombori, no Mali, África

Na transição entre o deserto do Saara e a região menos árida ao sul do Mali, no centro-norte da África, estão as formações rochosas curiosas de Hombori. Além das belezas naturais, o lugar, repleto de cavernas e antigas construções de rocha, guarda um riquíssimo sítio arqueológico

Mad Max 6. Hombori, no Mali, África

7. Canoa Quebrada, Ceará, Brasil

Se não fosse a praia logo ali embaixo, o visual das falésias de Canoa Quebrada, no litoral cearense, dariam a impressão de que estamos num infinito deserto de paredões. É possível passear por entre os paredões a pé, mas a maioria dos visitantes curte “voar” por ali em passeios de paraglider.

Mad Max 7. Canoa Quebrada, Ceará, BrasilEm Canoa Quebrada, um fã de Mad Max vai ter a nítida sensação de que, a qualquer momento, Immortan Joe aparecerá em meio aos paredões de terra vermelha para fazer jorrar água por entre as frestasMad Max 7. Canoa Quebrada, Ceará, Brasil 28. Deserto do Saara, em Marrocos

O deserto mais quente do planeta não poderia ficar de fora de uma seleção Mad Max: em Marrocos, é possível explorar a imensidão das dunas do Saara – tomando muito cuidado para não se perder com o calor e o sol forte

Mad Max 8. Deserto do Saara, em Marrocos

A partir de Marrakesh, é possível fazer passeios pelo deserto até Essaouira, no litoral ou até Merzouga, cidade mais a leste do país. Quem faz incursões pelo Saara em Marrocos se encanta pela paisagem árida, as formações rochosas peculiares (até mesmo nas praias), os oásis e a vida dos habitantes do deserto

Mad Max 8. Deserto do Saara, em Marrocos 2

9. Outback, Austrália

Quem quiser fixar a Austrália na memória até o resto da vida precisa conhecer o Outback – o gigantesco platô árido, de terra avermelhada, serviu de inspiração para o cenário das primeiras produções de “Mad Max”, com o inesquecível Mel Gibson, lá pelos idos de 1980

Mad Max 9. Outback, Austrália

Para quem vai ao Outback, um passeio imperdível é visitar o Uluru, um monolito de mais de 3 quilômetros quadrados, assentado sobre a planície do deserto, bem no centro do país. Hoje, é proibido escalar a rocha – ela é um símbolo sagrado para as comunidades de aborígenes. É permitido caminhar em volta dela e observar a paisagem árida, mas cheia de vida, ao redor.

Mad Max 9. Outback, Austrália 2

10. Deserto de Gobi, na Mongólia

Se o deserto de Gobi, na Mongólia, fosse cenário de Mad Max, ele seria o Vale Verde – uma terra “fértil” para os padrões pós-apocalípticos do filme. Só que, para os padrões atuais do nosso planeta, Gobi é, ainda, um lugar árido: o imenso deserto tem uma reduzidíssima densidade populacional, restrita aos nômades que vivem em suas tradicionais tendas circulares, as yurts

Mad Max 10. Deserto de Gobi, na Mongólia

Passear pelo maior deserto da Ásia é se desligar do mundo por alguns dias, viajar em uma interminável planície sem estradas, confiando plenamente no senso de direção do seu guia, sem acesso a telefone e internet. Mas o visual dos rochedos faz o sacrifício valer a pena

Mad Max 10. Deserto de Gobi, na Mongólia 2