Conheça o Depois das Seis, o projeto da Gabriela Saueia que há dois anos registra o pôr do sol com uma polaroid e faz intervenções pela cidade

Você já deve ter se sentido meio em piloto automático no meio da correria do dia-a-dia. A mesma rotina, indo para os mesmos lugares, nem notando o que acontece ao seu redor. E para algumas pessoas, essa automatização da vida é fatal.

Gabriela Saueia, depois de cursar jornalismo e em direito, percebeu que essa rotina automática também não era para ela, e então se encontrou na fotografia, que permitiu o projeto Depois das Seis fosse criado.

Depois das seis - Por do sol (6)

© Renan Viana

Em março de 2013, ela começou a registrar todos os dias o pôr do sol, para mostrar que até nos dias mais cinzentos, o céu carregava uma infinidade de cores, e, assim como tudo, mudavam constantemente. Um segundo antes ou depois e a foto não seria mais a mesma.

Depois das seis - Por do sol (5)

© Renan Viana

E apesar do projeto estar no Facebook e Instagram, seu registro diário vai muito além das lentes de um smartphone: ela usa uma câmera analógica com filme instantâneo para registrar os pores do sol.

Depois das seis - Por do sol (4)

© Renan Viana

Além das polaroids, Gabriela espalha sua arte pelas ruas através de lambe-lambe, compartilhando as cores também no mundo offline – inclusive fora do Brasil.

Depois das seis - Por do sol (2)

Confira o projeto:

Esse post é uma Dica da leitora Gabriela Saueia, você também pode enviar sua dica aqui