As vezes simplesmente não dá tempo…

“Almoço é para os fracos” já dizia Gordon Gekko, personagem de Michael Douglas no filme Wall Street. Essa frase acaba se tornando verdadeira, já que sair para o almoço acaba sendo um indicador de preguiça em muitos ambientes de trabalho americanos.

Veja também: Os almoços nas escolas ao redor do mundo

Por lá, as leis de trabalho são um pouco diferentes do Brasil: não existe 1 hora para o almoço ou mesmo vale alimentação. Por isso, é comum que os americanos levem o sua própria comida de casa – as conhecidas “marmitas” – e comam em suas mesas de trabalho. De fato, grande parte deles nem para de trabalhar para comer, usando o tempo para responder e-mails ou mesmo fazer reuniões.

O fotógrafo Brian Finke, a convite do jornal The New York Times, criou a série Desktop Dining, onde ele retrata alguns momentos desse tipo de almoço.Almoço no Escritório_ADCT (10)Almoço no Escritório_ADCT (11)Almoço no Escritório_ADCT (12)Almoço no Escritório_ADCT (13)Almoço no Escritório_ADCT (14)Food WasteAlmoço no Escritório_ADCT (16)Almoço no Escritório_ADCT (17)Almoço no Escritório_ADCT (18)Almoço no Escritório_ADCT (19)Almoço no Escritório_ADCT (20)Almoço no Escritório_ADCT (21)Almoço no Escritório_ADCT (22)Almoço no Escritório_ADCT (23)Almoço no Escritório_ADCT (24)Almoço no Escritório_ADCT (25)Almoço no Escritório_ADCT (26)Almoço no Escritório_ADCT (27)Almoço no Escritório_ADCT (28)Almoço no Escritório_ADCT (1)Almoço no Escritório_ADCT (2)Almoço no Escritório_ADCT (3)Almoço no Escritório_ADCT (4)Almoço no Escritório_ADCT (5)Almoço no Escritório_ADCT (6)Almoço no Escritório_ADCT (7)Almoço no Escritório_ADCT (8)Almoço no Escritório_ADCT (9)

Todas as fotos são de Brian Finke para o The New York Times